Maceió é reconhecida pelas Nações Unidas com Parceria Público-Privada de Cidade Inteligente

O projeto faz parte dos 19 estudos do fórum internacional promovido pela Comissão Econômica das Nações Unidas para a Europa

Sthefane Ferreira/Secom Maceió 27/04/2024 às 16:20
Maceió é reconhecida pelas Nações Unidas com Parceria Público-Privada de Cidade Inteligente.
Foto: Secom Maceió

Maceió foi reconhecida internacionalmente pelas Nações Unidas com um projeto de Parceria Público-Privada de Cidade Inteligente. O projeto faz parte dos 19 estudos eleitos como referência mundial da 8ª edição do fórum internacional de PPPs, promovido pela UNECE (Comissão Econômica das Nações Unidas para a Europa). Nesta edição do fórum foram recepcionados 32 projetos de todos os continentes, para a seleção da banca.

O projeto de Cidade Inteligente de Maceió abrange iluminação pública, georreferenciamento, infraestrutura de telecomunicações e usina fotovoltaica. Entre os ganhos para a população é possível destacar a eficientização do parque de Iluminação Pública que será 100% led em menos de 4 meses, a implantação de um Centro de Comando Operacional com câmeras espalhas pela cidade com reconhecimento facial e leitura de placas de automóveis, reconhecimento facial para entrada nas escolas municipais, além da economia nos gastos com energia dos prédios públicos pela construção de uma usina fotovoltaica.

Os 19 finalistas representam os projetos mais bem avaliados nos critérios de acesso a serviços essenciais e promoção de igualdade; eficiência econômica e sustentabilidade financeira; infraestrutura resiliente e sustentabilidade ambiental; replicabilidade e escalabilidade e engajamento de stakeholders.

Maceió é reconhecida pelas Nações Unidas com Parceria Público-Privada de Cidade Inteligente.Foto: Secom Maceió

 

“Maceió está em posição de destaque no evento e a PPP de Cidade Inteligente está registrada no banco permanente de dados de uma das mais relevantes organizações para a promoção de Parcerias e Concessões em âmbito global, grande marco para a gestão JHC que poderá ter um ganho econômico de mais de 500 milhões de reais durante o contrato de PPP, além do investimento privado na ordem de 220 milhões de reais ”, destacou Caio Buarque, subsecretário de Ações Estratégicas e Parcerias de Maceió.

O projeto foi desenvolvido em parceria com o Instituto de Planejamento e Gestão de Cidades (IPGC) sem nenhum custo para o Município.